prefixos fantásticos


O meu primo tem um  super-computador que tem uma mini-inteligência.

Quando eu utilizo o super-computador, fico horas e horas à espera que ele ligue. E depois, para conseguir jogar o meu jogo preferido, são horas e mais horas.

O super-computador é tão burro, tão burro que não sabe o que é ligar, desligar, aceder aos programas.

Um dia, a minha dia, farta da lentidão do computador, resolveu comprar-lhe uma “inteligência” maior. Foi a uma loja de informática e comprou a melhor que havia. O meu tio instalou-a e demorou apenas um segundo a ligar, outro a iniciar o jogo.

Agora sim, é um super-computador!

Vanessa Marques, 5.º A

Anúncios

sapoEstava escuro e eu estava perdida, sem saber o que fazer. Olhei para o céu à procura de ajuda, mas só vi uma estrela muito pequenina.

Gostei tanto daquela estrela que a baptizei de “Mini-Estrela”.

Mais à frente, encontrei um sapo.  Era tão grande, tão grande que chegava ao céu. Então chamei-lhe “Super-Sapo”.

O Super-Sapo estava cheio de fome. Esticou a língua e engoliu a Mini-Estrela.

Mas a estrela provocou uma indigestão no sapo que a vomitou e a estrela voltou ao seu lugar no céu, a brilhar para toda a gente.

Raquel Duarte, 5.º A