descrições


ANIMAIS FANTÁSTICOS

Inspirados na obra de Miguel Neto: A ARCA DE NÃO É

 

Arca de Não É

 MACAPATO

Tem corpo de macaco e patas de pato. Gosta de trepar às árvores e de pôr ovos.

É muito desajeitado, mas nada e voa. Por onde passa, come tudo o que vê.

Adora salada de fruta com amendoins, bananas e milho.

 

Paulo Machado, 5º B

 

COBRACA

A cobraca passa o tempo a pastar e a rastejar. Rasteja enquanto pasta e pasta enquanto rasteja.

O leite é venenoso, cuidado!

Dorme sem parar nos meses de Inverno e larga a pele sempre que cresce mais. Podemos aproveitá-la para fazer malas, sapatos…

Vanessa Pires, 5º B

 

RATORCEGO

É sortudo, o Ratorcego. Faz noitadas com os amigos e de dia faz acrobacias a dormir: descansa de cabeça para baixo.

Tem pêlo branco com manchas pretas,  é enorme e pesado e as asas são só para enfeitar… não consegue levantar voo, devido ao tamanho …

Come queijo, se o apanhar.  O que está mais à mão é a fruta, o peixe, alguns animais pequenitos, montes de insectos!…

É o animal mais temido das donas de casa e mais perseguido pelos gatos.

Bruno Marques, 5º B

 

 

 

Anúncios

SER OUTRA SENDO EU…

 

Estava eu na casa-de-banho quando apareceu a minha mãe, trajada como uma rainha, com um vestido  na mão dizendo-me para me aprontar, pois o meu noivo, o príncipe Cristiano Ronaldo, estava quase a chegar.

 Eu, sem perceber nada, vesti-me. Nem queria acreditar que aquela mulher que me chateava todas as manhãs para me levantar cedo se tinha transformado numa rainha. E que eu estava noiva daquele jeitoso!

Nem dois minutos tinham passado quando entrou no salão aquela beldade de homem, nada parecido com os meus colegas de turma…

Trazia uma bola na mão e disse-me:

– Vamos jogar, Vanessa?

É claro que não aceitei, pois estava de vestido.

– Nem penses! Achas que vou estragar o meu vestido que gastou tanta lã às ovelhas?

– Ora, deixa-te disso! Se estragares esse, compro-te outro. Já te esqueceste que eu ganho um balúrdio?

– E sem fazeres nenhum… – arrisquei eu, com um sorriso malicioso.

Jogámos até ao pôr-do-sol e despedimo-nos com um beijo.

Fui jantar, tratei das caneladas que levei durante o jogo e deitei-me.

No outro dia, tudo tinha desaparecido. Já não havia vestido, nem princesa, nem rainha, mas sim aquela que me acorda cedo: a minha mãe. Está certo, sei que tinha de acordar, mas bem que podia continuar noiva do bonitinho do Ronaldo…

Guardei aquele sonho para sempre. Nunca o contei a ninguém. És o primeiro a saber. Guarda-o bem!

Vanessa Pires, 5º B

 

 

Acordei sem despertador. Uma sensação estranha invadia-me o corpo. Fui ver-me ao espelho, como sempre faço pela manhã, e espantei-me com a imagem que vi reflectida. Estava com a pele escura, cabelos compridos e penas numa fita larga que me circundava a cabeça.

Chamei a minha mãe e ela apareceu com uma túnica de serapilheira, mocassins e cinco penas  no cabelo apertado em duas longas tranças.

– Levanta-te, Jorge. Vai tratar dos cavalos.

Cuidei deles e passei o resto do dia a cavalgar por prados verdejantes…

Que sensação de liberdade!… 

Jorge Barrocas, 5º B

 

Se eu fosse uma cor, seria vermelho porque é a minha cor favorita.

Se eu fosse um animal, seria um papagaio porque é muito colorido.

Se eu fosse uma música,  seria pop porque dancei quando era pequena.

Se eu fosse uma comida, seria porque um ovo estrelado porque como muitos na Primavera.

Se eu fosse uma flor, seria uma violeta porque o roxo é lindo.

Se eu fosse um livro, seria de poesia porque ela está no meu coração.

Se eu fosse um filme, seria um policial porque o meu tio é polícia.

Se eu fosse um instrumento musical, seria uma caixa chinesa porque a toco na aula.

Se eu fosse um material escolar, seria uma borracha porque é macia.

Se eu fosse uma fruta, seria uma nêspera porque como muitas no Verão.

Vanessa Marques, 5.º A

menina-chinesa

Apalpa… Cheira… Prova… Adivinha!

batatafrita1

Era redonda, dura e partiu-se.

Cheirava a sal e batata.

Era salgada e sabia a… batata frita!

Vanessa Marques, 5.º A

gomas

Era redonda, mole e tinha açúcar.

Cheirava a aromatizante.

Era doce e sabia a… goma!

Vanessa Marques, 5.º A

queijofatias

Primeiro apalpei e senti que era quadrado e fofinho.

Depois cheirei. Cheirava a queijo.

Por último saboreei. Era mesmo queijo!

Raquel Duarte, 5.º A

laranja

Era fofinho.

Cheirava a laranja.

Por último saboreei. Sabia mal! Era azeda, muito ácida! E era muito sumarenta.

Tirei a venda. Era… laranja!

Raquel Duarte, 5.º A

Pega-se em profissões invulgares, inventam-se actividades e baralha-se tudo.


crocodilo21P: Se eu fosse cabeleireiro de crocodilos


R: Fazia  cabeleiras profissionais e o meu estaminé estava sempre cheio.


galinha

P: Se eu fosse manicure de galinhas

a
R: Fazia-lhes uma crista.


leao2P: Se eu fosse barbeiro de leões


R: Fazia-lhes uma pintura na ponta dos dedos e na cabeça.


David Antunes, Miguel Jesus, Jorge Barrocas, 5.º B


A VISÃO NÃO ENTRA NA JOGADA…

Agora, sente e  adivinha!

Fino, macio, de forma rectangular. Não cheirava a nada de especial, mas sabia a cereais.

Ao apertar, deixei as marcas dos dedos…  faziam covinhas no miolo, mas logo desapareciam.

Quando o trinquei, senti a macieza do … PÃO!

pao1

Jorge Barrocas, 5º B

Não tinha forma definida, era algo rugoso, parecia uma pequenina bola irregular.

Não tinha cheiro, mas assim que trinquei, descobri que era um fruto duro, oleoso e muito saboroso! Era … uma NOZ!

20061201-nozes

David Correia, 5º B

Tinha a forma de uma meia-lua. O cheiro era suave, o corpo mole e sumarento.

Quando o provei, a polpa desfez-se, libertando o seu doce. Saboreei, deliciado, um… gomo de TANGERINA!

tangerina20g

Paulo Esteves, 5º B

Que bola rugosa! Parecia cravada de picos. Cheirava tão bem!

Assim que a trinquei, senti a crosta partir-se e um creme de avelãs e chocolate inundou-me a  boca. Que delícia!!

Por fim, uma avelã pequenina esborrachou-se entre os meus dentes. Era um… FERRERO ROCHER!

ferrero20rocher

Miguel Jesus, 5º B

Era redonda. Parecia uma moeda. Quando a apertei, esmigalhou-se.

Meti o que sobrou na boca. Era bom. Duro, mas era bom.

Quando trinquei, sabia a bolachinha, soube bem, a… BOLACHA MARIA!

bolachas

Bruno Marques, 5º B